Homenews - homenews.com.br
Informática
Quarta - 08 de Novembro de 2006 às 13:35

    Imprimir


________________________________________________________________


A IBM está combinando software e serviços para atrair trabalhos de terceirização e consultoria tecnológica menores e mais lucrativos, ainda que dois contratos assinados recentemente indiquem que a era das grandes transações ainda não acabou para a empresa, disse uma importante executiva do grupo.

Os grandes acordos fechados com a Vodafone e o grupo de transporte marítimo francês CMA CGM podem oferecer à IBM seu melhor trimestre em contratos fechados no segmento de serviços de tecnologia em dois anos, disseram analistas.

Mas Ginni Rometty, vice-presidente sênior da divisão mundial de serviços da IBM, foi cautelosa e afirmou que um trimestre não basta para definir uma tendência.

"Os contratos de valor muito alto são bastante intermitentes e nem sempre previsíveis", disse ela à Reuters na terça-feira. "Há duas dinâmicas em ação ao mesmo tempo. Em geral, existe uma tendência a que os clientes executem suas tarefas em porções de menor porte." A IBM pode reportar que os contratos de terceirização e consultoria tecnológica do quarto trimestre tiveram alta de pelo menos 13 por cento ante o mesmo período no ano anterior, para um valor estimado em 13 bilhões de dólares, de acordo com Toni Sacconaghi, analista da Sanford C. Bernstein.

Rometty, da IBM, disse que os contratos recentes não sinalizam ainda um retorno às transações de grande porte do passado, mas que suplementam o crescimento nos contratos de montante mais baixo e prazo mais curto, que tipicamente propiciam maior margem de lucro.

A IBM está oferecendo cerca de 40 "soluções de negócios" que combinam software e serviços, para resolver problemas específicos de clientes, disse Rometty. Elas incluem processamento de pedidos de cobertura, para seguradoras, bem como sistemas de rastreamento de produtos, para fabricantes e compradores.

A IBM e outras empresas recentemente anunciaram um serviço chamado "Beer Living Lab", para acompanhar embarques de cerveja Heineken da Europa aos Estados Unidos, usando tecnologia de telefonia móvel e satélites. O objetivo é reduzir a burocracia e as formalidades que esse tipo de transporte exige, disse Rometty.




Reuters




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/3916/visualizar/