Homenews - homenews.com.br
Tecnologia
Quinta - 14 de Novembro de 2002 às 09:36

    Imprimir


MEMPHIS, Estados Unidos (Reuters) - A subsidiária norte-americana da gigante japonesa da eletrônica Sharp anunciou na quarta-feira que abrirá sua primeira linha de montagem internacional de produtos solares em janeiro, em sua fábrica de Memphis, Tennessee.

A Sharp, maior fabricante mundial de baterias solares, quer criar uma base de produção nos Estados Unidos, que fica atrás do Japão e da Alemanha no uso de energia solar, a fim de aproveitar o mercado potencialmente grande do país, disse Ron Kenedi, gerente geral da divisão solar da Sharp nos Estados Unidos.

A Sharp vem embarcando produtos solares montados do Japão para os Estados Unidos, mercado no qual ela detém uma fatia de 10 por cento.

"Esperamos crescimento de vendas de dois dígitos ou mais nos Estados Unidos, especialmente nos Estados onde a eletricidade custa caro e há incentivos estaduais ao uso da energia solar", disse Kenedi à Reuters. Esses Estados incluem a Califórnia, Nova York e Massachussets, acrescentou.

A Sharp planeja investir cerca de três milhões de dólares na fábrica de baterias solares, as quais usam silício para converter a luz do sol em energia.

"A escassez de energia na Califórnia (no período 2000-2001) deflagrou a demanda (por energia solar). Os governadores dos Estados do oeste norte-americano estão preocupados com energia ecológica e reutilizável", disse Kenedi.

A Sharp, que tem faturamento anual total de cerca de 2 trilhões de ienes (16,6 bilhões de dólares), era a líder mundial no mercado de baterias solares, com 19,2 por cento em 2001.

Em agosto, a empresa anunciou que esperava que as vendas mundiais de baterias solares subissem a 49 bilhões de ienes este ano, ante 31,5 bilhões no ano passado.

A Sharp criou o setor de baterias solares no Japão, no final dos anos 50, quando a energia solar se tornou popular devido ao alto custo de eletricidade e à escassez de recursos naturais no Japão, disse Kenedi.





URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/408/visualizar/