Homenews - homenews.com.br
Informática
Segunda - 02 de Dezembro de 2002 às 11:05

    Imprimir


(BBC) - Funcionários do site americano Wired.com afirmaram que encontraram um jeito simples de acessar a caixa de entradas do e-mail do líder iraquiano Saddam Hussein.

O acesso foi possível por causa de falhas no software usado pelo provedor de internet do Iraque.

Os funcionários descobriram que dezenas de pessoas escrevem por semana para o e-mail de Saddam Hussein (press@uruklink.net), abordando os mais variados assuntos desde medo da ameaça nuclear até oferta para lutar contra os americanos.

Mas alguns remetentes aparentemente têm intenções mais obscuras.

Armas químicas

O chefe de uma empresa baseada em Londres mandou um e-mail ao líder iraquiano, em agosto, oferecendo-se para agir como mediador para que o Iraque comprasse produtos (não identificados) na Europa Ocidental.

"Por favor, considere esta carta um segredo. Eu lhe asseguro que manterei segredo sobre ela", dizia a mensagem.

Um e-mail ainda mais obscuro veio da China. "Para o uso de armas, há uma função: sem cor, sem cheiro, fará a pessoa morrer em segundos", dizia a mensagem que ainda fornecia informações sobre um distribuidor na Arábia Saudita de produtos químicos em um cilindro ou uma lata.

Ofertas também vêm do maior inimigo do Iraque: os Estados Unidos. Um e-mail enviado por uma empresa de Las Vegas oferecia roupas com material isolante contra fogo para o Exército iraquiano.

A companhia alegou que a mensagem era uma brincadeira de um dos funcionários.

Melhorias tecnológicas

Uma empresa de computação da Califórnia, não identificada pelo Wired.com, ofereceu ao Iraque "melhorias na tecnologia do país".

A mesma empresa alega que desenvolve "tecnologias que podem ser usadas como uma arma para explodir várias partes da atmosfera e incinerar todas as criaturas desejadas".

A companhia também pede a renúncia do presidente dos Estados Unidos, George W. Bush.

Algumas das mensagens são mais diretas, como a de um usuário da American Online (AOL) que continha apenas uma palavra: iminente - com foto de uma bomba atômica anexada.

Um admirador austríaco de Saddam Hussein enviou a seguinte mensagem ao líder iraquiano: "Você só precisa me mandar uma passagem para eu lutar contra os americanos ao lado dos iraquianos. A minha oferta é séria".





URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/502/visualizar/