Homenews - homenews.com.br
Informática
Terça - 03 de Dezembro de 2002 às 10:10

    Imprimir


Por Tina Szabados, da redação

Um estudo realizado pela faculdade de Sociologia da Universidade da Califórnia publicou um estudo onde alega que profissionais de TI são os mais explorados no mercado de trabalho.

O estudo, publicado na revista American Sociological Associantions' Contexts, compara os funcionários das empresas de tecnologia aos empregados das fábricas do século 19, que viviam situações de isolamento, insegurança profissional e longos turnos de trabalho.

Segundo o professor Seán O'Riain, que comanda o estudo, e sua equipe, ainda há muito o que ser feito para diminuir a pressão, a desigualdade e a exclusão sofridas pelo profissional da área de tecnologia.

O estudo também discute a cultura "machista e individualista" nestes ambientes, que são vistos como "o futuro do trabalho", mas onde as mulheres permanecem de fora.

O'Riain acredita que "profissionais como programadores são freqüentemente vistos como pessoas que vivem fora do sonho do trabalho flexível." Para o professor,"fala-se muito sobre a oferta de ações pelas empresas e da liberdade para se ter iniciativa mas a realidade se parece muito mais é com um pesadelo".

O estudo relata que os profissionais de TI são pessoas mais solitárias, que vivem o desafio do "empreendimento individual em um mercado e uma cultura de trabalho estressantes", onde o profissional é visto como se vêem "os soldados que vão para a guerra ou os ídolos do esporte".

Para o professor, o dia em que os profissionais de TI deixarão de serem vistos como "geeks excluídos socialmente", está longe.

Segundo o estudo, geralmente os relacionamentos sociais das comunidades técnicas são definidos por interesses tecnológicos, e não por assuntos que interessariam aos profissionais de outras áreas. Tudo isso porque é mais exigido destas pessoas que elas estejam constantemente atualizando seus conhecimentos e suas habilidades - muito mais do que em outras áreas. Isso faz com que os profissionais de TI se transformem em um produto liberado para a compra e venda, alertam os pesquisadores da Universidade da Califórnia.





URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/512/visualizar/