Homenews - homenews.com.br
Informática
Terça - 10 de Dezembro de 2002 às 10:28

    Imprimir


PEQUIM (Reuters) - Liu Huo, de 22 anos, um estudante da Beijing Normal University, foi detido sob custódia pela polícia na capital do país no dia 7 de novembro. Desde então, ele não foi mais visto, sustentou o Partido do Trabalho em um relatório.

A polícia de Pequim não se pronunciou imediatamente.

O grupo de direitos humanos disse que um dos artigos postados na internet por Liu expressava simpatia por Huang Qi. Huang foi preso em junho de 2001 por disponibilizar informação relacionada à democracia e movimentos separatistas na parte noroeste da região de Xinjiang, habitado pelo grupo étnico Uighurs.

"Nós pensamos que o caso de Huang Qi é injusto'', escreveu Liu na web.

As prisões relacionadas ao uso da internet na China devem ser um dos assuntos a serem discutidos quando oficiais norte-americanos e chineses encontrarem-se em Pequim no dia 16 de dezembro para discutir direitos humanos. Estas serão as primeiras conversas sobre o assunto desde outubro de 2001.

A Anistia Internacional sustenta que mês passado a China deteve ou prendeu no mínimo 30 pessoas por usar a internet como meio de divulgar informações ou expressar seus pontos de vista.




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/543/visualizar/