Homenews - homenews.com.br
Informática
Terça - 17 de Dezembro de 2002 às 11:54

    Imprimir


Homenews

Um funcionário da Microsoft aplicou um golpe de nove milhões de dólares na empresa e depois, orgulhoso, contou seu feito em um site pessoal. Agora, graças a seu exibicionismo, ele responderá a 15 diferentes processos por fraude.

Daniel Feussner, ex-engenheiro da companhia, comprou cerca de 1,7 mil programas dentro da empresa, com desconto para funcionários, e os vendeu nas ruas por preços abaixo dos praticados comercialmente pela Microsoft. Na lista de programas vendidos desta forma está o Windows 2000, o SQL Server 2000 Enterprise Edition e o .Net Visual Studio.

De acordo com o jornal The Seattle Times, no período de quase um ano -- entre 3 de dezembro de 2001 e 25 de novembro de 2002-- Feussner comprou uma Ferrari, um Jaguar XJ6, avaliado em 36 mil dólares, uma Mercedes 500SEL, uma Harley-Davidson de 21 mil dólares, um anel de diamantes e um Rolex. Além de uma Hummer e um iate de 51 pés (curiosamente batizado de Brazilian Queen --Rainha brasileira, em português). Ele também tornou-se sócio do Rotary Club de Bellevue. - cada um, diz a matéria, tem pena máxima estipulada em cinco anos.

O engenheiro de 32 anos, que cuidava das ferramentas de busca do site microsoft.com, foi preso pelo FBI na própria sede da Microsoft, em Redmond, na última quarta-feira. A primeira audiência judicial está marcada para a próxima sexta-feira (20/12). Depois disso, os promotores terão 30 dias para examinar o caso e abrir um processo formal contra Feussner .

Segundo o jornal norte-americano, o FBI já estava investigando o comportamento de empregados e ex-funcionários da Microsoft suspeitos de venderem ilegalmente produtos comprados dentro da empresa. A Microsoft não quis comentar o ocorrido por questões de privacidade, mas disse ao The Seattle Times que ajudará nas investigações.




URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/587/visualizar/