Homenews - homenews.com.br
Informática
Sexta - 20 de Dezembro de 2002 às 11:19

    Imprimir


MONTREAL (Reuters) - Os ativistas canadenses pelo uso medicinal da maconha celebraram uma vitória judicial na quinta-feira com o lançamento de um site que oferece entrega de maconha em domicílio para pessoas seriamente doentes.

Dizendo que oferecerá até mesmo deduções de impostos para os pedidos, a Marijuana Party Foundation tomou essa decisão sem precedentes depois que Gilles Cadieux, juiz da corte superior de Quebec, suspendeu o julgamento por tráfico de drogas de dois voluntários do Compassion Club de Montreal, um grupo que fornece maconha para propósitos medicinais.

Em sua decisão, muito aguardada, o juiz Cadieux decidiu que os dois ativistas, Marc-Boris St. Maurice, 33, e Alexandre Neron, 22, estavam planejando vender maconha quando foram detidos três anos atrás. Mas o juiz ressaltou que era inconstitucional negar o acesso a droga a pacientes.

O juiz Cadieux disse que não tinha autoridade para julgar a constitucionalidade das leis canadenses sobre a maconha. Os promotores não informaram se apelariam de sua decisão.

No começo do mês, um comitê parlamentar recomendou ao governo canadense o relaxamento de suas leis sobre a posse de maconha. O comitê de uso não medicinal de drogas disse que a maconha deveria ser descriminada, mas não legalizada, uma idéia rapidamente condenada por especialistas norte-americanos no combate a drogas.

ENTREGA DE MACONHA EM DOMICÍLIO

Entusiasmado com a decisão do juiz Cadiueux, St-Maurice a saudou como vitória tanto moral quanto judicial. A Marijuana Party Foundation, operada pelo Partido da Maconha, que funciona legalmente no país, reagiu lançando imediatamente um site na Web que oferece maconha para fins terapêuticos.

O site, www.marijuanahomedelivery.ca, oferece dois formatos de "cannabis terapêutica da mais alta qualidade", com conteúdo de THC de oito por cento ou mais. Um pacote de dois gramas custa 30 dólares canadenses (19 dólares), e os internautas podem pedir 10 gramas por 120 dólares canadenses.

Os que desejarem pedir maconha precisam ser cidadãos canadenses, morar no Canadá, ter pelo menos 18 anos e fornecer um diagnóstico médico de uma doença que possa ser tratada ou aliviada pelo uso da maconha.






URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/608/visualizar/