Homenews - homenews.com.br
Informática
Sexta - 11 de Abril de 2003 às 15:23

    Imprimir


Por Rodrigo Dutra, do HomeNews

Um aviso distribuído pela Microsoft, na última semana, deixou claro que a companhia não pretende fornecer uma nova versão de um patch de segurança para o Windows NT 4. Isto contraria a promessa feita por Bill Gates de manter em seu site um banco de dados para o sistema sempre atualizado, pelo menos até o final de 2004.

O fato acabou deixando os usuários preocupados. Afinal, sem o item para download (o patch), surge uma nova vulnerabilidade que pode fazer o computador ter uma ataque “de negação de serviço”, como a própria companhia garante em um boletim de segurança divulgado para a mídia.

Alguns boatos dizem que a companhia falhou no desenvolvimento de um protocolo chamado RPC (Remote Procedure Protocol), na qual permite aos aplicativos de um computador se conectar com os de outra máquina, formando uma rede. Um ataque bem sucedido no serviço de RPC pode causar um erro em todas as possibilidades que a formação de uma rede permite.

O boletim de segurança da companhia contém links para patches compatíveis com o Windows 2000 e XP. Mas, para o sistema NT, há o seguinte aviso: “a estrutura do Windows NT 4.0 não comporta uma solução para o conhecido problema de RPC, seja agora ou no futuro”.
Significativas diferenças no modo de construção do RPC entre os sistemas operacionais desenvolvidos não permitem que a companhia tenha, atualmente, condições de consertar o problema.

“Devido a diferenças fundamentais entre o Windows NT 4.0 e o 2000 e seus sucessores, tornou-se impraticável a construção de um patch para o Windows NT e, assim, eliminar a defeito”, diz a Microsoft.

Consumidores foram avisados para proteger as suas máquinas com um firewall que bloqueie o tráfego TCP/IP na porta 135, que é usada pelo RPC. Esta mudança protegerá empresas e usuários de ataques provenientes de hackers.

A Microsoft tem realizado campanhas publicitárias para encorajar as pessoas a migrarem do sistema NT para o Windows 2000. Mas, como um terço das empresas trabalham com o sistema “defeituoso”, a relação custo/benefício não será compensadora para estas organizações, diz Al Gillen, diretor de pesquisas do site de informática IDC.

Existem ainda usuários que pretendem processar Bill Gates, por não estender a garantia do sistema NT até 2004, como foi prometido em janeiro deste ano. “Se a Microsoft quer enganar seus clientes, conseguiu faze-lo muito bem. È inconsistente alongar um compromisso e depois dizer ´não vamos produzir isso ou aquilo’. Isso enfurece as pessoas que pagaram caro para operar o sistema”, diz Gillen.






URL Fonte: https://homenews.com.br/noticia/956/visualizar/